Trabalho-Educação (TE)

Professores da linha

 

Eunice Schilling Trein, Jacqueline Pereira Ventura, Lia Tiriba, Maria Ciavatta, Sonia Maria Rummert e Zuleide Silveira.

 

Ementa

 

Os eixos norteadores desta linha de pesquisa, do ponto de vista teórico-metodológico, são constituídos pela crítica à economia política e pela compreensão da história como produção social da existência, que possibilita a visão histórica da relação entre Trabalho e Educação. Nela procura-se compreender e reconstruir, no plano da análise científica, as diferentes mediações constitutivas dessa relação, abordada a partir do pressuposto de que tanto o Trabalho quanto a Educação ocorrem em uma dupla perspectiva. O Trabalho possui um sentido ontológico, de atividade criativa e fundamental na produção da vida humana e, como tal, adquire diferentes formas históricas, socialmente produzidas, que constituem expressão dos distintos modos de produção da existência ao longo da história da humanidade. Essa perspectiva permite compreender as relações capitalistas, dominantes nos últimos séculos, como resultantes do agir humano e, como tal, passíveis de superação, também pela ação humana. A Educação apresenta seu sentido fundamental como formação humana e humanizadora plena, com base nos valores e práticas ética e culturalmente mais elevados; do mesmo modo, nos seus processos históricos de constituição, também ocorre em formas reducionistas e pragmáticas a serviço de interesses e valores do modo de produção capitalista, que não convergem com seu sentido fundamental de formação integral para todos os seres humanos. Na articulação destas duas práticas sociais: Trabalho e Educação, tal como ocorrem tanto no plano institucional quanto no amplo universo das relações pedagógicas verificadas nas diversas instâncias sociais, como, por exemplo, no âmbito dos movimentos sociais, são estruturados os dois eixos de pesquisa desta linha:(a) Reconstrução histórica da relação Trabalho e Educação e (b) O mundo do trabalho e a formação humana. A partir deles, com base no método da economia política, são desenvolvidos projetos de investigação sobre diversas temáticas, entre as quais destacamos: História e historiografia em Trabalho e Educação; A fotografia como fonte histórica; Políticas de ensino médio e educação profissional, técnica e tecnológica; Trabalho e meio-ambiente; Trabalho, educação e desenvolvimento; Políticas de educação superior, blocos econômico-regionais e internacionalização do conhecimento; Políticas de educação e política de ciência, tecnologia e inovação; Políticas de Educação de Jovens e Adultos Trabalhadores; Reconstituição histórica da relação Trabalho e Educação de Jovens e Adultos; Economia popular e estratégias de sobrevivência; Cultura do trabalho, autogestão e produção associada.

ap-feuff